Make your own free website on Tripod.com

 

Homens e Mulheres

barra.gif (4464 bytes)

 

Gentilezas que não saem de moda

O que ainda vale (e o que ficou antigo) no convívio entre homens e mulheres

• Puxar a cadeira para a mulher se sentar continua sendo um gesto delicado.

• Homens gentis sempre se oferecem para levar pacotes para a mulher, exceto se o embrulho for muito pequeno.

• Com tantos assaltos, em áreas perigosas o homem está dispensado de abrir a porta do carro para a mulher entrar. Cada um vai para o seu lado e entra o mais rápido possível.

• Ao caminhar pela calçada, o homem deve ficar perto do meio-fio e a mulher na parte mais protegida da calçada; assim, se um carro passar e espirrar água, ela não se sujará.

• O homem sobe a escada um pouquinho à frente ou ao lado da mulher.

• Ele sempre acende o cigarro dela. Ela nunca acende o cigarro dele.

 

Hora de levantar

Num restaurante, o homem se levanta primeiro do que a mulher no momento de ir embora. Em almoços de negócio, quem convidou toma a iniciativa. Se for informal, as pessoas apenas combinam em sair e se levantam naturalmente.

 

No banco de trás

A mulher sempre se senta no banco traseiro do táxi. Ela só vai ao lado do motorista caso esteja com a perna engessada ou com problema parecido, pois nessas situações o banco da frente oferece mais conforto. Apenas se estiver acompanhada por outras duas mulheres e for a mais jovem ou a menos importante numa relação profissional (por exemplo, colegas de trabalho com cargos diferentes) viaja na frente. Tudo isso também vale mesmo que quem dirija seja mulher ou motorista particular contratado.

 

Quando ele não bebe

Caso a mulher esteja acompanhada de um homem que não vai beber mas ela queira tomar vinho, é ela quem faz a degustação. Por isso, quando o garçom se aproximar com a garrafa, cabe ao homem dizer: "É a senhora quem vai degustar, obrigado".

 

A hora de cumprimentar

É o homem quem se inclina para cumprimentar as mulheres. Mesmo que ele seja o chefe e chegue atrasado a uma reunião de trabalho e os integrantes do grupo já se encontrem sentados.

 

Aperto de mão, sempre. Beijo? Talvez

Profissionalmente, um homem só beija a mulher no rosto se houver bastante intimidade e nunca dá mais do que dois beijos. É ela quem oferece o rosto para ser beijada.

 

Nem fraco nem forte

O aperto de mão não pode ser muito forte, para não machucar. Também não é cordial dar apenas a ponta dos dedos ou a mão mole. O aperto deve durar no máximo 5 segundos, sempre olhando o outro nos olhos. Numa relação profissional, quem toma a iniciativa é a pessoa mais importante, independentemente do sexo. Socialmente, é a mulher ou a pessoa mais velha quem estende a mão.

O que você nunca deve fazer

Não se deve pedir emprestado...

Muita gente, por motivos de higiene, não gosta de emprestar batom ou pó facial. Mas, se a pessoa oferecer, tudo bem.

 

Pentear o cabelo não!

Pentear o cabelo em público é o fim. Só é perdoável em situações drásticas, como ser surpreendida na rua por uma chuva forte ou por uma ventania.

 

Se não quiser, não empreste

Não empreste nada contra sua vontade. Se você é do tipo que fica aflita até o momento de receber o objeto de volta, dê uma desculpa gentil e encerre o assunto.

 

Você quer?

Não se oferece a outra pessoa um sanduíche ou um doce que já se começou a comer – a não ser entre casais. Se ainda não deu a primeira mordida, é educado perguntar se o outro aceita um pedaço, mas ele deve recusar.

voltar.gif (1377 bytes)